Como deixar de ser Otaku com 5 métodos

Como deixar de ser otaku? Você, pobre otaku, que já está cansado dessa otakice, que fica otakando pelos cantos louco para largar essa vida otakística. SEUS PROBLEMAS ACABARAM! Estamos lançado o método revolucionário! Chega de ficar louco por segunda temporada que nunca vem, chega de clichê do personagem virjão que parece que foi baseado em você! Vai haver um boicote ao blog, então, leia o post agora, não sabemos por quanto tempo ficará disponível…


5. Procure versão doujão/hentão dos seus animes favoritos e leia até o final (método traumatizante)

Como deixar de ser Otaku

Esse método é 2 em 1. Com ele você descobre até psicopatas. É sério, se não ficar traumatizado com os hentais você só pode ser um psicopata frio sem sentimentos… Lembro até hoje do meu primeiro hentai baseado no meu anime favorito (na época era Death Note, atualmente é Steins;Gate). Mano, só de lembrar me dá calafrios. E o imbecil aqui não satisfeito foi procurar mais, como bônus achei uns de futanari…


4. Crie uma lista insana de animes ruins, assista todos até enjoar (método repulsa)

Como deixar de ser Otaku

Acha que todos os japoneses tem destreza? Depois de tantos animes ruins você vai perceber que isso não passa de estereótipo. Não dá pra generalizar, mas achar animes ruins é fácil. Isso depende da sua tolerância, um anime ruim pode ser divertido para você. Corre até risco de você se acostumar com animações simples e ficar mais tolerante. Só faça o teste assistindo Boku no Pico, se gostar isso prova que o tiro saiu pela culatra, se é que você me entende ( ͡° ͜ʖ ͡°)


3. Faça cosplay ruim, vá no evento de animes e chame atenção embromando teu “japonês” (método vergonha alheia)

Como deixar de ser Otaku

Faça estilo cospobre mesmo! Vai pra escrotizar o evento, sem vergonha de ser feliz! Se quiser tente embromar teu japonês (nani?). Esse método é mais para aqueles que querem morrer atirando, tipo “vou morrer, mas vou causar o maior estrago antes!”. Nunca dá pra saber o desfecho dessa história, mas sabemos muito bem seu gênero, terror! O final é sempre morte (só pra constar, você é o vilão).


2. Fale para todos os seus amigos que você assisti só hentais (método bullying)

Como deixar de ser Otaku

Se quiser elevar o nível, fale também que odeia porno real. Sei que essa é sua preferência (tamo junto), mas falar para todos? Jamais, nós escondemos isso e falamos só para amigos de internet. Mas se a parada é largar a otakice em grande estilo temos que fazer sacrifícios né? Conta até para sua mãe (ela vai te abraçar bem forte e dizer “onde foi que eu errei? Meu filho está usando drogas”)!


1. Procure spoiler nos mangás/light novels de todos os animes que você espera continuação (método suicida)

Como deixar de ser Otaku

Esse é o último do último caso. Nem começa por esse porque os efeitos são devastadores, com direito a lágrimas de sangue… Tomando spoiler dos finais das melhores histórias você descobre o sentido da vida. O sentido da vida para cada pessoa muda, mas o sentido “quero ver o final daquele anime” é mais forte em otakus. E sem querer dar spoilers, mas já dando, o final da sua história é suicídio (cuidado hein).


Um desses métodos tem que funcionar né? Mas vem cá, tem certeza disso?

Como deixar de ser Otaku

Óbvio que esse post é uma piada. Ou você realmente estava acreditando? Mas vamos cominar que os métodos 5 e 1 realmente funcionam! Bem, é fato que somos otakus pelas circunstância, pode ser porque somos muito tímidos, antissociais, viciados em internet e etc… Uma coisa leva a outra, encontramos essa cultura, mas largar jamais! Nosso verdadeiro eu está aqui, criamos nosso próprio mundinho. Isso é lindo e foda-se a opinião alheia.


ABAIXO A OTAKICE

Como deixar de ser Otaku

Ganhe 14 dias grátis na Crunchyroll! Clique aqui.

Danshi

Danshi

Olá, sou o louco por trás desse blog. Encontre-me fazendo loucuras na categoria "otakulogia", se você rir muito, meu objetivo estará cumprido. A insanidade é uma dádiva, sou louco e busco loucos como eu, sempre comente para a gente se conhecer.
Danshi

Deixe um comentário!